segunda-feira, 20 de março de 2017

PROJETO: SEMANA DA PÁSCOA



PROJETO: SEMANA DA PÁSCOA


Justificativa: A Páscoa é uma data MUITO ESPECIAL para as crianças, que esperam ansiosas pelo coelho e os ovos de chocolate.Portanto, acreditamos na necessidade de reforça o verdadeiro significado e simbolismo desta data tão importante para os cristãos.

Objetivo geral: Contribuir para que os alunos possam ampliar os conhecimentos acerca do verdadeiro significado da “Páscoa Cristã". Ajudando-os a demonstrarem amor a Jesus Cristo por seu sacrifício e dedicação a nós, entendendo e ajudando outras pessoas a compreenderem e viverem o verdadeiro evangelho.

Objetivos específicos:
· Conhecer o verdadeiro significado de “Páscoa”;
· Destacar os símbolos da Páscoa e o conceito de cada um;
· Vivenciar, valorizar e respeitar o verdadeiro sentido da Páscoa em sua vida;
· Estimular a imaginação e a dramatização das crianças;
· Promover e estimular a linguagem oral;
· Desenvolver atenção e coordenação motora fina e ampla.

Conteúdos:
. Data comemorativa: Páscoa;
. Afetividade e solidariedade;
· Motricidade fina e ampla;
· Expressão corporal e oral;
· Expressões gráficas: desenho, pintura, alinhavo, montagem;
· Historinhas bíblicas;
. Criatividade e dramatização.
. Musicalização e dramatização.

Metodologia:
. Conversa informal diálogo e questionamento oral através de cartaz, figuras e relatos sobre o assunto;
. Visualização dos símbolos da Páscoa através de fichas (imagens);
. Músicas relacionadas à Páscoa;
. Confecções de máscaras, cestinha, dedoches;
. Confecção de cartazes, mural sobre a Páscoa etc.;
· Alinhavo, colagem, pintura com tintas;
· História em sequência;
. Historinhas bíblicas;
. Jogos com figuras e da memória;
. Pesquisa e colagem.
Culminância: Acolhida coletivas e apresentações dos trabalhos e pesquisas.

Avaliação: Será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas, com a professora.



CRONOGRAMA

1º DIA -Teatro (Pode ser apresentada com fantoche ou pelos professores)


Personagens: professor vestido de coelho, professor vestido de ovelha e um professor vestido de criança.

Objetivo: Mostrar o verdadeiro sentido da Páscoa

Versículo: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” João 1: 29

Vamos proclamar ao mundo inteiro!

                             Coelho ou ovelha

   O professor ( vestido de criança) entra, cumprimenta as crianças e enquanto fala entra o coelho entra cantando alguma música de páscoa, por exemplo: coelhinho da páscoa que trazes...
O professor vê o coelho e fala com ele:
Professor :Olá, coelhinho. Como vai?
Coelho:  Estou super feliz.
Professor:  É estou vendo! Mas por que essa alegria toda?
Coelho: Ué, menina. Só você que não sabe?
Professor: O que eu não sei?
Coelho: Que está chegando o grande dia! O mais importante dia do ano.
Professor: Ah! Você deve estar querendo dizer que vai ser o seu aniversário.
Coelho: Não, não. É melhor que isso.
Professor: Melhor que isso?
Coelho: É o dia mundial dos coelhos.
Professor: Eu não sabia que existia isso!
Coelho: É menina! É a páscoa!
Professor: Ah., bem. Então acho que você é que está enganado.
Coelho: Enganado, eu? Por quê?
Professor: Sabe, você precisa saber o que é de verdade a páscoa. Os coelhos são mesmo animais muito lindos...
Coelho: Obrigado. Você tem razão.
Professor: É verdade. Mas as pessoas inventaram essa história de coelhos e chocolate para que pudessem vender bastante na festa da páscoa.
Coelho: Epa! Que tem os meus ovos haver com isso?
Professor: Coelho, veja bem: Você, ou a dona coelha, botam ovos?
Coelho: Não. Mas são ovos especiais de chocolate.
Professor: Tudo bem. Vocês botam ovos de chocolate?
Coelho: Não.
Professor: Coelho, não fique triste. Podemos gostar de coelhos e até de comer chocolate. Mas é muito bom quando sabemos a verdadeira história da páscoa.
Coelho: Taí! Isso eu quero saber.
Professor: Há muitos anos atrás o povo de Deus, chamados os israelitas ou hebreus estavam escravizados em um país que não era o deles: o Egito.
Coelho: Ser escravo é muito ruim. Eu nunca quero ser escravo de ninguém.
Professor: Você tem razão. Deus também não quer que soframos como escravos. Por isso Ele enviou um homem chamado Moisés para libertar as pessoas da escravidão.
( Se quiser pode ir mostrando as gravuras da história para as crianças e para o coelho)

 
AS PRAGAS
1º praga - água se transformou em sangue;
2º praga era as rãs;
 














3º praga transformou pó da terra em piolhos; 

 













4º praga eram moscas; 
5º praga foi a pestes nos animais; 


 














6º praga constituiu-se de úlceras; 
 












7º praga foi a chuva de pedras; 

 












8º praga foram os gafanhotos;
















9º praga que o sol escurecesse por três dias.

10ª praga morte do filho homem primogênito



 
Professor: Eram milhares de pessoas escravas ali. Deus mandou 10 pragas terríveis para que Faraó visse poder dEle e libertasse as pessoas.
Coelho: Ei, essa história eu já ouvi. Mas é bom lembrá-la de novo e ver o que isso tem haver com a páscoa.
Professor: Está bem. Quando finalmente Faraó falou que o povo poderia ir embora Deus disse que esse era um dia muito especial e deveriam fazer uma festa. Nesta festa eles já estariam vestidos para a viagem, deveriam comer pães sem fermento, ervas amargas e assar um cordeiro.
Coelho: Isso era a festa?
Professor: Sim. Para eles era uma grande comemoração. Eles ficaram como escravos por 400 anos, e agora estavam livres! Deus disse: Todo ano vocês vão comemorar essa festa que se chama Páscoa.
Coelho: Só não entendi porque cordeiro? Achei que seria coelho.
Professor: Para eles o cordeiro era muito importante. Deus os tinha ensinado, que cada vez que alguém pecasse não poderia se aproximar dEle, pois Ele é Santo e não pode chegar perto do pecado. Era preciso cada matar um cordeiro como se ele morresse no lugar da pessoa levando embora seus pecados.
Coelho: Que difícil. Coitado dos cordeiros.
Professor: Sim. Mas seria pior se cada pessoa morresse quando pecasse!
Coelho: Então essa é a Páscoa?
Professor: Sim , mas existe uma nova páscoa. Muitos anos depois, quando o Filho de Deus, Jesus, veio a esse mundo Ele ensinou uma nova maneira de comemorarmos a Páscoa.
Coelho: O próprio Filho de Deus? Ele nos ensinou outra maneira de festejar a páscoa?
Professor: Outra maneira e outro motivo. Antes era comemorada a festa da Páscoa somente pelos judeus que lembravam que um dia eles tinham sido escravos mas ganharam a liberdade.
Coelho: É mesmo. Livres do Egito.
Professor: Muito bem! A Bíblia nos ensina a comparar o Egito com as coisas deste mundo que nos fazem ficar longe da vontade de Deus. Jesus veio a esse mundo nos libertar do pecado que nos leva a morte. A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte, e Deus não quer que sejamos castigados sendo pra sempre escravos do pecado que nos levará a morte.
Coelho: Quer dizer que todas as pessoas são escravas do pecado e um dia poderão morrer e ficar pra sempre sem Deus?
Professor: Isso mesmo! Como você é esperto. Todos somos pecadores, mas Deus nos ama tanto que foi por isso que mandou um Cordeiro especial que pode tirar o pecado de todas as pessoas, em todas as épocas e lugares.
Coelho: Que cordeiro tão poderoso é esse? Espera aí que tenho aqui um amigo que quero que ouça isso.
(Entrar a ovelha, que chega fazendo: Bé, bé. )
Coelho: Veja, professor, tenho um amigo cordeiro. Foi ele o cordeiro especial?
Professor: (Depois de cumprimentar o cordeiro diz) Não. Era preciso que fosse uma pessoa de verdade. Mas uma pessoa que nunca pecou.
Coelho: Isso é impossível!
Ovelha: Bé, bé!
Professor: Você tem razão. Para nós seria impossível. Foi por isso que Jesus veio e se tornou humano como nós. Um Humano que ao mesmo tempo é Deus e que nunca pecou.
Coelho: Viva! Como gosto de finais felizes!
Professor: Sim será feliz, mas lembre-se que era preciso matar o cordeiro.
Coelho: Você quer dizer que ... Ele vai morrer?
Ovelha: Béééé... (tristonho)
Professor: Sim. O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo foi castigado no nosso lugar. As pessoas o sacrificaram numa cruz.
Cordeiro: Por que tinha que ser assim?
Ovelha: Bé?
Professor: A Bíblia diz que “Sem derramamento de sangue não há perdão” (Hb. 9:22 b). Era necessário que fosse assim. Mas não fiquem tristes. Ele ressuscitou depois de 3 dias de estar morto.
Coelho: Ele é mesmo poderoso! Como alguém vence a morte? Só mesmo sendo Deus!
Ovelha: Bé, bé!
Professor: Sabe o que foi isso? A nova Páscoa. Antes de morrer Jesus falou que já não era pra comemorar a libertação do Egito mas sim todos nós devemos comemorar nossa libertação do pecado que nos leva a morte.
Coelho: Essa páscoa é muito melhor! Porque esta todo mundo sendo enganado?
Professor: É que existe o inimigo de Deus que quer que todos esqueçam, ou nem saibam o que é a verdadeira Páscoa.
Coelho: Mas eu também quero ajudar a contar a verdade. Será que todos aqui poderiam ajudar a fazer o mesmo?
Professor: Vocês podem nos ajudar contando a todos sobre a verdadeira Páscoa?

FIM



achei esta peça  neste blog: http://cantinholudicodagre.blogspot.com/2008/03/teatro-de-pscoa.html

atividades

Deus queria libertar Seu povo da escravidão do Egito, mas Faraó não o libertava.  Faraó era perverso e não tinha intenção alguma de libertar os hebreus. Diante da recusa dele, DEUS enviou várias pragas ao Egito (Êx 3.19,20)para convencer Faraó.
1º praga - água se transformou em sangue;
2º praga era as rãs;
3º praga transformou pó da terra em piolhos;
4º praga eram moscas;
5º praga foi a pestes nos animais;
6º praga constituiu-se de úlceras;
7º praga foi a chuva de pedras;
8º praga foram os gafanhotos;
9º praga que o sol escurecesse por três dias.
10ª praga morte do filho homem primogênito

Faraó não acreditava em Deus, e não queria obedecê-lo, e pudemos ver qual foi o seu desfecho, a ira de Deus caiu sobre ele. Existe uma benção por trás da obediência, e o Senhor colocou pessoas nas nossas vidas como nossas autoridades, (pais, líderes, professores, etc.) e devemos honrá-los e respeitá-los para que a benção de Deus sempre esteja conosco.















HISTÓRIA









Nenhum comentário:

Postar um comentário